INÍCIO
O INSTITUTO
CURSOS
INDIQUE ESTE SITE
PARCEIROS
FALE CONOSCO
ARTIGOS
 PROJETO: VACINAR A MELHOR PREVENÇÃO 
 


O Instituto Brasileiro de Saúde – IBS , quer propiciar a todas as crianças o direito a Vacinação Complementar (não obrigatória) mas que é de extrema importância para o desenvolvimento saudável da criança, do adolescente e do adulto.

As doenças infecto-contagiosas são na sua maioria o maior  causador de doenças degenerativas dos órgãos como o fígado, no caso da Hepatite A/B.

A Hepatite é uma doença que atinge principalmente este órgão levando o adulto a ter câncer de fígado e sirrose hepática.

Se na infância as crianças forem vacinadas, como acontece em outros paises onde a vacinação de Hepatite é obrigatória desde o nascimento, teremos adultos sadios, com um custo menor para a saúde pública e com maior expectativa de vida útil na fase adulta.

A vacinação é, portanto o único recurso de que dispomos para eliminar a incidência de sirrose hepática, minimizar a necessidade de transplantes de fígado e a ocorrência de câncer de fígado da fase adulta.

A Influenza A H1N1 (comumente conhecida como Gripe Suína) é uma gripe pandêmica que atualmente está acometendo a população de inúmeros países. A doença é causada pelo vírus influenza A H1N1, o qual representa o rearranjo quádruplo de cepas de influenza (02 suínas, 01 aviária e 01 humana).

A gripe foi inicialmente detectada no México no final de março de 2009 e desde então se alastrou por diversos países. Desde junho de 2009 a OMS elevou o nível de alerta de pandemia para fase 06, indicando ampla transmissão em pelo menos 02 continentes.

Os sinais e sintomas da gripe suína são semelhantes aos da gripe comum, tais como febre, tosse, dor de cabeça, dores musculares, dor na garganta e fraqueza. Entretanto, diferentemente da gripe comum, ela costuma apresentar complicações em pessoas jovens.
 

 

 DESENVOLVIMENTO DO PROJETO 
 
1. Unidade Móvel de Vacinação:  será adaptado um veículo tipo utilitário, para ser uma unidade móvel de vacinação afim de facilitar o armazenamento e transporte das vacinas até os locais de vacinação.

2. Equipamentos da UMV (Unidade Móvel de Vacinação) :
• Geladeira com temperatura entre 2º C e 8º C (temperatura de controle de qualidade das vacinas.
• Armário para colocação de material descartável, como, luvas, algodão, seringas, agulhas, descartes, etc.
• Arquivo de fichas de controle de atendimento.

3. Equipe de Trabalho da UMV:
• Um médico, especialista em Saúde Pública ou Imunologia.
• Uma enfermeira devidamente credenciada para aplicação.
• Uma atendente que fará as fichas de controle de doses e o cadastramento das crianças vacinadas.
 

 DOCUMENTAÇÃO 
 
1. Será feito um cadastro de Entidades a serem vacinadas.
2. Será feito um cadastro individual de cada criança que for vacinada, para futuro acompanhamento dos casos.
3. Será emitido relatório e mapa das doses.
4. Será feito levantamento estatístico das crianças vacinadas para controle e acompanhamento futuro.
5. Publicação dos resultados do trabalho.
 

 Clientes 
 
Login:
Senha: 
Esqueceu a Senha ?
 

 LINKS DE SAÚDE 
 
 

 Informações 
 
Desejo receber informações e novidades por e-mail.
Nome:
Email:
 

Copyright © 2017 Instituto Brasileiro de Saúde. Todos os direitos reservados.
Website desenvolvido com tecnologia Super Modular